Image Map

Dicas:Como escrever um personagem com problemas mentais

em 26/01/2019 |


Olha eu não vou fazer algo muito longo não porque sei que ninguém tem muito saco para ficar lendo se não for do interesse da pessoa. Então são simplesmente TRÊS PASSOS que deveriam seguir. 

1. PESQUISA 


Vamos sentar com a titia GV aqui. 

Olha, se você sofre do problema que vai escrever, pode pular essa etapa pois mais do que ninguém sabe como é a sensação e não vai ter nenhum problema de passar isso para o papel, sendo a parte boa( se tiver alguma) ou como o personagem se sente em um surto ou qualquer coisa relacionada aos seus sentimentos. 

Eu sei como é chato fazer uma pesquisa de alguma coisa que não de importância ou que não ache interessante de se fazer, acredite mas se quiser escrever a verdade e não romantizar qualquer transtorno essa é a única saída para escrever algo concreto. 

Iria começar com a coisa mais facíl que pode encontrar, colocar o transtorno no Google e começar a ler sobre isso. Quando tiver uma boa base, pode passar para o patamar mais "verdadeiro" procurar vídeos no Youtube com pessoas que sofrem sobre isso. 

Depois disso, dependendo do filme ou do seriado também acho bacana ver mais uma vez como as pessoas se comportam. 

Gosto também de usar algumas Fanfics como base, mas cuidado que muitas delas romantizam e se for assim, nem fale a pena e o trabalho. 

Aqui eu vou colocar algumas referências para alguns transtornos mais famosos. 


1. Depressão 



Se está se perguntando, não, Os treze porquês são são uma referencia. 


2.Bipolaridade 



3. Ansiedade 


2. ESTRUTURAR O PERSONAGEM E A HISTÓRIA 

OK, já sabe como o transtorno acontece e o que a pessoa deveria sentir, certo? Então agora é a vez de pensar no como a personagem responde a essa doença. As pessoas sabem sobre isso? Ou somente ele/a? A história foca nos momentos bons ou os ruins? 

Eu gosto muito de traçar capítulo de capítulo e fazer uma base, as coisa mais importantes que vai acontecer em casa um e por isso aconselho muito já pensar em que ponto da história o personagem vai ter o seu transtorno e seus surtos. Porque mais uma vez, não vamos romantizar isso, pelo amor de Deus, se ele não tomar remédios, ou até se tomar pode não fazer efeito então sim, ele vai ter os seus surtos. 

Isso precisa ser bem pensado e como vai afetar como um todo. 

3. PELO AMOR DE DEUS NÃO ROMANTIZAR 


Já está tudo muito bonitinho e estruturado, não vamos fuder a fic toda, por favor.

A coisa mais importante que precisam ter na cabeça:somente porque uma pessoa com transtorno mental está amando alguém e seu namorado/a a apoia isso não faz com que magicamente não sofra mais surtos. 

Como pesquisado as vezes isso fica com o personagem até o final da vida, cara. Não é como se do nada não vai precisar de seus remédios porque está em um dia bom, os surtos voltam, não é algo que as pessoas consigam controlar. Por exemplo, nossa vou passear no parque hoje e não vou ter nenhum surto, gente isso não existe. Existem milhões de situações que podem ser um gatilho para qualquer um, os autores não podem simplesmente jogar isso no lixo e seguir a porra da história. 

Quando eu leio alguma coisa com o transtorno que eu sinto e passam como se fosse a parte mais bonita, como se a pessoa não quisesse cometer o suicídio, ou como se não estivesse dúvidas porque está passando por toda aquela merda, sério eu me sinto ofendida. Não é assim na vida real, se a pessoa não tem a doença, pelo menos tenha a decência de escrever algo verdadeiro. 

ultimamente o que estão falando muito é a série 13 Reasons que super achei importante para falar sobre assuntos sérios como depressão, estupro e vários outros. Mas em compensação a Hannah colocou a culpa em 13 outras pessoas. Você não coloca a culpa em outra pessoa por querer se matar. Se sente isso, por favor está errado. 

Claro que no caso dela teve várias coisas que a fizeram ter essa vontade, mas acima de tudo ela nunca pediu ajuda de um pscicólogo, ela nunca tentou o suficiente, então claro que é mais facíl culpar outra pessoa que não o seu cérebro fodido ou o fato que não tentou tomar remédios ou fez qualquer coisa para tentar melhorar. 

Eu somente queria falar que por favor, vamos deixar as partes mais feias na escrita, não é tudo perfeito não. A pessoa está quebrada, mostre a verdade, mostre o desespero, mostre a dor, mostre tudo sem vergonha. 

Mas cuidado porque as vezes a carga emocional é muito grande, então pare alguns minutos para deixar as emoções ruins de lado. 

Eu gostei muito de escrever isso, quem sabe eu não volte mais tarde com mais dicas? 









Nenhum comentário:

Postar um comentário