Image Map

Filmes Românticos para Desidratar



Hey!!!
Aqui vão três filmes que provavelmente vão drenar seu corpo se os assistir em seguida. 

Se Eu Ficar

Autora (Livro): Gayle Forman
Diretor: R. J. Cutler
Música Tema: Say Something - A Great Big World feat. Christina Aguilera
Sinopse: A jovem musicista Mia tem uma brilhante carreira pela frente, o que lhe gera dúvida entre dedicar-se integralmente à carreira, na famosa escola Julliard, ou a Adam, seu amor. Porém, a vida lhe traz uma surpresa. Mia sofre um grave acidente de carro, perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e o futuro que pode ter, caso sobreviva.

Esse é um filme bastante reflexivo, que, por vezes, nos faz pensar no que vale mais a pena.
Mia, a personagem principal, é uma garota que toca violoncelo e acaba atraindo a atenção de Adam, o relacionamento dos dois é bastante conturbado, apesar disso, eles se amam.
Quando o acidente acontece, isso a faz seu espírito relembrar vários momentos, bons e ruins, que aconteceram ao longo do tempo em que ela e Adam estiveram juntos, assim como os momentos junto com seus familiares. Como se ela pesasse quais momentos valiam mais a pena para poder escolher entre viver e morrer.



Contém algumas cenas de sexo, mas não são explícitas, é apenas para “apimentar” o romance.
Para quem gosta de filmes com músicas, uma boa recomendação, afinal, os dois são músicos e o enredo é preenchido com algumas canções.
O livro tem sua continuação, ainda não adaptada para os cinemas, mas que vale a pena dar uma lida, chama-se “Pra Onde ela Foi”, é a visão de Adam, três anos depois de todos os acontecimentos.


Como eu Era Antes de Você



Autor (Livro): Jojo Moyes

Diretora: Thea Sharrock

Música Tema: Photograph- Ed Sheeran

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Muita gente já viu esse filme! E, convenhamos, ele é espetacularmente lindo! Ok, ele é muito triste também, mas vamos à crítica.

Muitas pessoas chamaram esse filme de clichê, ou disseram que ele incentivava os deficientes a acharem que o suicídio é a única saída para seus problemas.

 Vou mostrar o porquê de uma dessas opiniões ser completamente errada. A outra, bem, eu daria spoiler se contasse :/
Antes de tudo, sim, esse filme também é um livro, corre lá pra ler!

Enfim, Como Eu era Antes de Você tem um enredo envolvente, que inclui romance e também um pouco de comédia. Will, um dos personagens principais, sofreu um acidente e se tornou tetraplégico, e com a fisioterapia, consegue mover apenas o dedo polegar da mão esquerda (Se não me engano), E Louise é sua mais nova cuidadora, – Para não dizer babá – responsável por evitar que ele faça alguma besteira.



Will era alguém fechado, e Louise exatamente o contrário, até aí clichê, certo? Tudo muda quando descobrimos que Will quer se matar, com a eutanásia.

Pra quem não sabe, na Suíça o governo permite um programa de suicídio, que é menos avassalador que o conhecemos, uma medicação é injetada no paciente e ele morre em pouco tempo.

Enfim, isso é a causa para que achem que o filme induz ao suicídio de deficientes. Mas todos sabemos que isso depende de cada caso, pois existem alguns que simplesmente não suportam a dor que a deficiência causa, que era o caso de Will.

O que torna esse filme melhor ainda? Para os fãs de Ed Sheeran, tadã, quase toda a trilha sonora é composta por músicas dele, como Thinking Out Loud e Photograph (Música tema), mais um motivo para derramar lágrimas.

“Como eu Era Antes de Você” consegue te fazer rir e chorar, a prova é que eu não sou uma pessoa emotiva e chorei muito com esse filme. Ele é capaz de quebrar expectativas e continuar mantendo um enredo maravilhoso.



P.S Eu Te Amo



Autora (Livro): Cecilia Ahern

Diretor: Richard LaGravenese

Música Tema: Same Mistake- James Blunt

Sinopse: Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. 
Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.

Esse filme eu vi por acaso porque a música tema dele é do amor da minha vida, masok ksksks
À princípio, o enredo parece entediante e sem graça, mas isso muda ao decorrer do filme. 
Holly ficou muito triste com a morte do marido, o relacionamento deles era meio conturbado, mas sempre conseguiam eliminar as diferenças e parar as discussões. Depois da morte dele, ela se tornou alguém extremamente fechada e sozinha.


Quando as cartas começam a chegar que o filme começa a se tornar interessante, é como se ele a guiasse para uma vida sem ele. 
O filme é cheio de flashbacks que garantem que a audiência vá se emocionar com o que o casal passou antes da tragédia os separar. 
No fim, o diretor fez o desfecho que a maioria de nós iria esperar, que seria a passagem de Gerry do mundo terreno para o superior.


Enfim, espero que gostem dos filmes!






2 comentários :